quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Preconceito


Incluir não é apenas inserir pessoas portadoras de necessidades especiais no ambiente escolar, mas sim, todos os indivíduos que, de uma forma ou de outra, não se inserem nos direitos de cidadão.
Por que tem acontecido tantas discussões sobre a valorização das diferenças?
De que ponto podemos partir para que uma verdadeira inclusão aconteça? Reciclar idéias e quebrar preconceitos?
Muitos são os assuntos discutidos quando o tema é inclusão escolar, pois para oferecer uma educação de qualidade deve-se atender, às necessidades educacionais de crianças, jovens e adultos, independente de origem social, racial, étnica, religiosa, de gênero ou de aptidões físico-motoras.

8 comentários:

Clara Margarete disse...

Muito se tem discutido sobre os direitos humanos do cidadão. A própria Constituição garante direitos fundamentais, essenciais à dignidade humana.
A consolidação disto só será possível a partir do momento em que a sociedade quebrar preconceitos, aceitando as diferenças que são inerentes ao homem.
Todos fazem parte da mesma sociedade e portanto, devem estar incluidos e inseridos nela.

Anônimo disse...

nÃO ADIANTA FICAR NA TEORIA , TEM QUE SE PARTIR PARA A AÇÃO , A INCLUSÃO SÓ SERÁ REAL QUANDO AS PESSOAS DEIXAREM DE TRATAR AS PESSOAS "DEFICIÊNTES" COMO TAL E ENCARA-LAS COMO UMA PESSOA COMO OUTRA QUALQUER COM SEUS DIREITOS E DEVERES EM UMA SOCIEDADE
RAQUEL

Anônimo disse...

Quem é o deficiente? Podemos todos nós sermos considerados normais? quem dita o parâmetro entre deficiencia e normalidade? enquanto as´pessoas persitirem com esses conceitos a inclusão precisará ser discutidas em blogs como este aqui
Jandira

Hilda disse...

Acredito na inclusão independente de ser um "obrigação" imposta pela lei. Somos todos iguais diante de nosso PAI Maior.Vai chegar o dia em que esse tipo de discussão não precisará acontecer
Hilda

VILMA disse...

Meninas estou adorando ler o que é postado por vocês . só assim posso me atualizar e me informar sobre as diversas deficiencias .Que bom que alguem teve essa idéia
Um forte abraço
Vilma T.

Anônimo disse...

Parabéns pela iniciativa do blog. É um tema muito interessante.
Te amo muito.
Sua amiga para sempre

angela vieira

Aurélio Ackimann disse...

Que bom esta aqui tbm. E poder deixar algo sobre esse fato.
Inclusão é mais que está inserido, é reconhecer que somos tds iguais na chegada, na partida nos encontros e despedidas, na jornada pela vida... Somos parte da humanidade. Mas viver é tão difícil pra tds se não nos aproximar, cabe então, a nós querer mudar com o amor, que lá no fundo tds nos temos...

Aurélio Ackimann

Adriana disse...

Acredito que a verdadeira inclusão irá acontecer quando primeiramente os próprios pais aceitarem a condição dos filhos(porque, acredite, ainda existem pais que escondem seus filhos da sociedade) e os professores realmente tiverem um curso que os capacite e não estes cursos que temos de 50 minutos a cada ano. Também que exista em cada escola salas especiais e que isto não seja privilégio de algumas.

Adriana de Souza - Marechal

Related Posts with Thumbnails